Motivação...

Seja bem-vindo(a) ao meu blog

Aproveite os textos e tenha uma ótima leitura. Não esqueça de deixar um comentário se achar conveniente, seja para criticar, elogiar ou fazer algum reparo no conteúdo. Em qualquer caso, estará enriquecendo o blog e deixando mais informações para as pessoas que o acessam.

SIGAM-ME OS BONS

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Mamãe Turbine O LEITE

Como Aumentar o Leite em Seus Seios?

Como conseguir uma boa produção de leite? - Amamente seu bebê com mais freqüência. Quanto mais leite for sugado de seus seios, maior será a produção deste. Permitir que seu bebê alimente-se sempre que tiver fome ajudará a melhorar a produção de leite. Você também pode aumentar sua produção de leite utilizando uma bomba de extração em seus seios quando o bebê não puder sugar.

- A sucção (natural ou com bomba) e esvaziamento dos seios irão possibilitar que sua produção de leite seja adequada. Quando a produção ficar escassa durante certo tempo, pode demorar até que você consiga uma produção adequada. Algumas mulheres são incapazes de transformar uma produção deficiente em uma produção adequada.

O que posso fazer para melhorar minha produção de leite?

Muitas mães que estão amamentando afirmam que são incapazes de conseguir uma boa produção de leite. As seguintes sugestões podem ajudar você a melhorar a quantidade de leite.

- Relaxe. Sua produção de leite pode ficar muito baixa quando trabalha demais. O stress produzido pela preocupação com a amamentação ou pelo fato de ser mãe recentemente pode diminuir a quantidade de leite. Aprenda a relaxar usando métodos tais como os aprendidos durante as aulas na maternidade. Escute música suave enquanto amamente seu bebê ou faça com que alguém faça massagens em suas costas.

- Alimente seu bebê de 8 a 10 vezes a cada 24 horas. Desperte-o durante o dia quando ele estiver dormindo há mais de 3 horas, e durante a noite, por mais de 5 horas. Durante as mamadas, retire algumas peças de roupa de seu bebê, para que este permaneça mais alerta no momento de sugar. Troque-o de seio a cada 5 minutos.

- Faça massagens nos seios antes e enquanto estiver amamentando seu bebê. Isto pode ajudá-la a relaxar e também estimular o reflexo de descida do leite.

- É possível que seu bebê esteja dormindo e não peça para ser alimentado, você deve despertá-lo para mamar. Deixe que seu bebê sugue o primeiro seio até que comece a fechar os olhos ou até que as sucções diminuam. Usualmente isto ocorre após ele ter sugado por 3 a 5 minutos. Retire-o do seio e coloque-o para arrotar. Coloque-o no outro seio e deixe-o sugar até que seus olhos comecem a fechar-se ou até que as sucções diminuam. Retire-o do seio e coloque-o para arrotar novamente.

- Retorne ao primeiro seio. Amamente e coloque o bebê para arrotar. Coloque o bebê no outro seio e faça o mesmo novamente. Trocando seu bebê duas vezes de seio ajudará a mantê-lo desperto. Ao colocá-lo para arrotar, você provê mais espaço no estômago dele para que se alimente melhor.

- Você também pode tentar dobrar a alimentação de seu bebê. Amamente seu bebê e coloque-o para arrotar. Quando terminar, passeie com ele em um carrinho. Espere 20 minutos e amamente-o novamente em ambos os seios. Coloque-o para arrotar e ponha-o no carrinho (sentado). Nesta posição seu bebê pode desfazer-se do restante dos gases que possam haver permanecido. Espere 20 minutos e depois coloque seu bebê na cama.

- Acaricie e massageie a pele de seu bebê enquanto o alimenta. Abrace-o e fale com ele. Estas atividades estimulam os hormônios encarregados da produção de leite.

- Tome pelo menos 8 a 10 copos grandes (350ml) de líquidos por dia. Descanse ou durma enquanto o bebê dorme. Peça ajuda a outros familiares com as tarefas de casa. Troque de atividades por um tempo, especialmente as que a deixam cansada ao amamentar.

- Pode ser necessário providenciar uma bomba para a retirada artificial de leite dos seios após amamentar seu bebê. Providencie retirar o máximo de leite de seus seios 7 vezes a cada 24 horas. Anote a quantidade de leite que retirar cada vez que o fizer. Some as cifras diariamente para saber o quanto está aumentando sua produção de leite. Fale com seu médico para saber qual bomba é mais conveniente para você.

- Assegure-se que seu bebê segure corretamente o seio. Assegure-se também que tanto seu bebê quanto você, encontram-se na posição correta durante a amamentação. Para maiores informações, pergunte a seu médico a respeito das recomendações de "como segurar seu bebê durante as mamadas."

- Obtenha ajuda e apoio de seus amigos e familiares. Afaste-se de pessoas que não apóiam seus desejos de amamentar o bebê. Estas pessoas podem desanimá-la a continuar o aleitamento materno.

O que fazer se eu não conseguir incrementar minha produção de leite?

O peso de seu bebê é o mais importante. Os médicos preferem que seu bebê aumente de peso rapidamente e que o amamente primeiro e depois o alimente com leite industrializado. A sucção em seus seios ajuda a manter a produção de leite. Quando seu bebê tiver ganhado peso o suficiente, você pode voltar a amamentá-lo exclusivamente ao seio. As decisões são suasVocê tem o direito de decidir se vai amamentar o seu bebê ou não. Para participar deste plano, você deve aprender a respeito do aleitamento materno e de alguns de seus possíveis problemas.

Assim, você pode perguntar a seu médico sobre suas dúvidas e preocupações. Você não é obrigada a amamentar o seu bebê.

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Feliz ano novo e um olhar novo!

As pessoas valorizam muito a festa de Ano Novo, porque sentem o desejo de se renovar. As comunidades antigas expressavam isso através de ritos: jogavam fora roupas e objetos, querendo eliminar o que, em suas vidas, estava "envelhecido". No primeiro momento do ano novo, todos peregrinavam a uma montanha alta para ver uma paisagem nova ou banhavam-se, em um rio ou no mar, para acolher o tempo novo dado por Deus. Até hoje, os ritos que ocorrem nas praias brasileiras, em homenagem a Iemanjá, (nome que a religião dos Orixás dá à manifestação de Deus nas águas do mar), revelam este desejo de renovação.

COMIDINHAS QUE DÃO SORTE

LENTILHAS: uma colher de sopa é suficiente prá assegurar um ano inteiro de muita fatura à mesa. A origem desta supertição é italiana e foi trazida para o Brasil pelos imigrantes.ROMÃS: para atrair dinheiro, coma sete partes, guardando as sementes na carteira.

BAGOS DE UVA: para os portugueses, comer 3, 7 ou a quantidade correspondente ao seu número de sorte garante prosperidade e fartura de alimentos. Para garantir também dinheiro, guarde as sementes na carteira ou na bolsa, até a troca do próximo Ano-Novo.

CARNE DE PORCO: deve ser o prato principal da ceia, servida à meia-noite. Como o porco fuça pra frente, garante armários cheios o ano todo. Evite o peru, que cisca para trás.

NOZES, AVELÃS, CASTANHAS E TÂMARAS: estas, trazidas para cá pelos imigrantes de origem árabe, são recomendadas para garantir fartura. (CRUZ, 89)

A MODA MUDA PRA DAR SORTE

CALCINHA OU CUECA NOVAS: Dão sorte no amor, porque deixam os mal-entendidos para trás. São recomendadas principalmente para quem está começando namoro, para garantir o futuro.

ROUPA BRANCA: é um hábito relativamente recente, trazido para o Brasil com a popularização das religiões africanas. O branco representa luz, pureza, bondade.

QUALQUER PEÇA AMARELA: pode ser uma peça íntima, um lenço, uma faixa ou um pequeno lacinho amarelo (que deve ficar sempre na sua bolsa). O amarelo representa o poder do ouro e, dizem, atrai dinheiro.

UMA NOTA DE DINHEIRO DENTRO DO SAPATO: os orientais dizem que a energia entra no nosso corpo pelos pés. Vai daí, o dinheiro no sapato atrai mais e mais riquezas.

LENÇÓIS NOVOS: a dica é especial para recém-casados. Dizem que os lençóis novos, na primeira noite de ano, deixam as possíveis ameaças do ano passado na máquina de lavar. (CRUZ, 89).

A MEIA NOITE DEPOIS DOS ABRAÇOS, HÁ MUITO O QUE FAZER
PULAR SÓ COM O PÉ DIREITO.

Você estará atraindo boas coisas para a sua vida, pois, segundo a Bíblia, tudo que está à direita é bom.

JOGAR MOEDAS, da rua para dentro de casa (se você mora no térreo, por favor). Dizem que atrai riqueza para todos que moram no lugar.

DAR TRÊS PULINHOS, com uma taça de champanhe na mão, sem derramar uma gota. Depois, jogar todo o champanhe para trás, de uma vez só, sem olhar. Você deixa para trás tudo de ruim. E não se preocupe em molhar os outros: quem for atingido pelo champanhe terá sorte garantida o ano todo.

SUBIR NUM DEGRAU
numa cadeira, enfim, em qualquer coisa num nível mais alto. Diz o folclore que isso dá impulso a sua vontade de subir na vida. Comece, é claro, com o pé direito.

FAZER BARULHO: é uma forma de afugentar os maus espíritos que os povos antigos praticavam. Vale apito, batucada, bater panelas, desde que seja exatamente à meia-noite. Dizem que não há mal que resista.

ACENDER VELAS NA PRAIA
ou jogar rosas nos espelhos de água, em intenção de Iemanjá. A deusa africana protege seus fiéis, com saúde, amor e dinheiro o ano todo, dia o candomblé.
Há ainda o belo costume de receber o Ano Novo com fogos de artifícios, sinos tocando e muita música, tudo à meia-noite. Enfim os desejos, pedidos, simpatias e sonhos sonhados.

Há ainda o belo costume de receber o Ano Novo com fogos de artifícios, sinos tocando e muita música, tudo à meia-noite. Enfim os desejos, pedidos, simpatias e sonhos sonhados.


SUPERSTIÇÕES

- Não é bom passar o Ano Novo com os bolsos vazios.- Comer doze uvas verdes, à meia-noite do Ano Novo, para ter dinheiro em todos os meses do ano, também é bom.
- Guardar em lugar seguro, para ninguém achar, a tampa da garrafa de "champangne" usada na festa de Ano Novo, que tenha feito muito barulho, chama dinheiro.- Defumar a casa, no fim do Ano e véspera do Ano Novo, com um defumador feito com carvão, xerém e açúcar, além de chamar a sorte e dinheiro, tira, também, o azar do ano velho.

- No dia de Reis (6 de janeiro), colocar três caroços de romã dentro da carteira, para ter dinheiro durante o Ano Novo.

É meia-noite no mundo, noite de 31 de dezembro. E, respeitadas as diferenças de fuso horário, promessas são feitas, desejos pensados, mal-entendidos superados. Momento mágico em que queremos acreditar que a mudança da folhinha no calendário pode dar um nossa vida. Aos nossos sonhos.

Se as superstições dão resultados ou não, não importa. A gente quer mais é começar o ano com o pé direito e, por pé direito, entenda-se muita festa e alegria. Mesa farta, música, amigos e parentes por perto, cada um de nós faz pequenas "mágicas" para garantir que o ano seja perfeito.
Finalmente, o Reveillon - (Acordar)- Pobres e ricos confraternizando a chegada do Ano Novo. Oferendas a Iemanjá são feitas em grande parte do litoral brasileiro. Como este costume, há também a simpatia das águas. Se você mora perto das águas, leve rosas brancas, perfume e muita moeda, jogando tudo com muita fé nas águas do mar.

Até 2009, Boas festas!
JB PIRES


segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Barack Obama,Nostradamus e o Papa Negro o que eles tem a ver?

Já imaginavamos que a vitória de Barack Obama causasse grande procura na internet por profecias de Nostradamus. Muitas pessoas nos escreveram perguntando sobre o Papa Negro e a relação entre Nostradamus e a vitória de Obama.

Esclarecendo algumas coisas...
A vitória de um candidato negro a presidência dos Estados Unidos é uma prova de que os americanos estão conseguindo superar seus preconceitos. Mesmo sabendo que uma grande parcela da população votou em John Mccain, essa vitória não foi só dos negros americanos. Foi a conquista de uma população que quer esquecer que há cinquenta anos atrás negros e brancos não podiam frequentar os mesmos estabelecimentos.

Da mesma forma que o atentado às Torres Gêmeas e a morte do papa João Paulo II trouxe diversas pessoas à esse site em busca de alguma "Profecia de Nostradamus", hoje é a vez de Obama ser pesquisado e ter seu nome ligado as profecias de Nostradamus.
Mas afinal, o que pode estar causando essa confusão?
Como já disse anteriormente, o termo "Papa Negro" nada tem a ver com a cor da pele de algum líder nacional ou religioso. É apenas o título de um livro satanista de Anton LaVey contando sua história de como criou sua "Church of Satan". Acredito que a confusão dada pelo título "Papa Negro" ao homem de pele morena que chegou ao poder causa assombro aos mais conservadores e preconceituosos.

Não há profecia de Nostradamus tão pouco relações de Obama com o anticristo. Pelo contrário. Acredito que, como ele disse em sua campanha, veio para trazer mudanças. Mudanças de um mundo em guerra pela sede americana de dinheiro e vingança pelo que aconteceu em 11 de setembro. Vale lembrar que um dos grandes pontos de sua campanha foi a retirada das tropas americanas do Iraque, depois de tantos anos e de milhares de mortos.

Devemos acreditar em mudanças. Reivindicar por mudanças e lutar por elas. Não adianta cruzar os braços e esperar que o mundo resolva sozinho seus problemas. Os americanos acreditam na mudança em seu país, e acho que nós devemos fazer a nossa parte lutando por nossos ideais e contra o preconceito dentro da nossa casa, pois aqui mesmo ainda existe muito preconceito que deve ser combatido.

Não haverá profecia de Nostradamus que deva nos fazer recuar. Nós é que fazemos a história, professia qe nada,tenho orgulho de ser negro efico muito feliz pela vitória de Obama, e como já dizia o Zagalo aqui no Brasil: Vocês vão ter que me engolir",essa frase deveria entrar nos discursos de Obama nos EUA.
JB PIRES

domingo, 28 de dezembro de 2008

Entenda Porque Está Chovendo Tanto

De acordo com a meteorologista Josélia Pegorim, toda a chuva que vem caindo sobre Minas desde sexta-feira está associada a atuação da Zona da Convergência do Atlântico Sul (ZCAS). Desta vez, a parte mais intensa da ZCAS está um pouco mais ao sul e a chuva mais forte vem caindo também sobre a Grande Belo Horizonte e a zona da mata mineira.
A Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) é um sistema que se forma todos os anos sobre o Brasil, com maior ou menor intensidade e é formado por grandes áreas de nuvens pesadas que se estendem desde a Região Norte ao Sudeste. Essa massa de nuvens sobre o interior do país é reforçada por frentes frias que chegam ao litoral da Região Sudeste.
Na segunda quinzena de novembro, a ZCAS ficou mais ativa sobre o norte mineiro e sobre o Espírito Santo. A chuva persistente e por vezes de forte intensidade também causou alagamentos e deslizamentos de terra.
Previsão
A Zona de Convergência do Atlântico Sul é um sistema que pode demorar até 15 dias para se dissipar. É preciso ocorrer uma grande mudança na circulação dos ventos sobre o Brasil e por enquanto isto não deve acontecer. Assim, as nuvens vão continuar carregadas sobre Minas Gerais por mais alguns dias e a previsão é de muita chuva para todo o Estado, pelo menos até o domingo que vem.

Podia parar né? já tá bom, chega de enchentes e desastres!
JB PIRES

Aproveitamento das águas da chuva



A água é um patrimônio da terra que, apesar de abundante em termos de volume total, começa a faltar em grandes aglomerados urbanos. Dois terços da superfície da terra são cobertos por água mas estima-se que somente 0,36% é considerada própria para o uso humano. Dentro de uma visão que não chega a ser alarmista mas sim preventiva, devemos começar a fazer o que chamamos de gestão eficiente das águas urbanas. Este princípio envolve a economia através da utilização de equipamentos de baixo consumo, envolve o reuso das águas servidas, a preservação dos mananciais e o aproveitamento das águas da chuva.

A água da chuva, considerada como uma necessidade vital no meio rural, se tornou, nas últimas décadas, um grave problema urbano devido às enchentes. A falta de permeabilidade do solo urbano, aliada ao sub-dimensionamento dos ramais pluviais e ao assoreamento dos rios lindeiros faz com que as águas de grandes chuvas não consigam escoamento adequado, gerando enchentes que, muitas vezes, chegam a ser catastróficas.
Em face disto, cidades como São Paulo, Rio de janeiro, Guarulhos e Curitiba já aprovaram leis que obrigam os edifícios a possuírem sistemas de captação e armazenagem da chuva. Com estes reservatórios executados é claro que a ação mais lógica é prover meios de se aproveitar esta água no próprio edifício.

Ao nível das residências, as águas pluviais podem ser utilizadas como fonte de água não potável bastando para tanto que se criem as condições de infra-estrutura necessária para o perfeito funcionamento do sistema. Considera-se a água não potável aquela que não entrará em contato com o ser humano, seja por ingestão ou pelo contato físico. Assim, o uso não potável abrange a água para o vaso sanitário, lavanderia, lavagens em geral e irrigação.

Para se conceber um sistema de aproveitamento de água da chuva nas residências é necessário que se tenha um sistema de calhas no telhado para fazer a captação. Após captada, a água da chuva é direcionada para uma cisterna passando antes por um filtro especial. Depois de ser armazenada, esta água é bombeada para uma caixa d’água própria localizada no telhado, ao lado da caixa de água potável, sendo então distribuída para os usos previstos. Todos os equipamentos que compõem o sistema já são fabricados no Brasil e podem ser encontrados facilmente em representantes por todas as capitais.

Em se tratando de investimentos, a água da chuva pode vir a ser um excelente negócio. Estudos práticos em sistemas já instalados provam que se pode obter um payback (retorno do investimento) que começa com dois anos, chegando a seis anos. Algumas variáveis são responsáveis por esta diferença de tempo e estão, na maior parte das vezes, ligadas ao potencial climático e ao calendário de chuvas da região. O preço da água cobrado pelo concessionário de água e esgoto, bem como a necessidade de armazenamento são outros fatores cruciais no cálculo do payback.

Mais do que um grande negócio, o aproveitamento da água da chuva passa a ser uma resposta da sociedade a um problema que começa a se tornar crônico na maioria dos centros urbanos.



JB PIRES

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

CAFÉ: SAFRAS APONTA PRODUÇÃO 2009/10 EM 38,25 A 41,20 MI SCS

A safra brasileira de café 2009/10 deve ficar entre 38,25 a 41,20 milhões de sacas. É o que aponta a primeira sondagem de SAFRAS & Mercado para a safra 2009/10, realizada através de um levantamento junto a produtores, agrônomos, técnicos, cooperativas e secretarias de agricultura, entre outros órgãos das regiões produtoras de café do Brasil. O número médio ficou em 39,73 milhões de sacas. Já a produção 2008/09 foi ligeiramente revisada para baixo por SAFRAS de 50,4 milhões de sacas para 50,25 milhões de sacas. Na comparação entre a safra 2009/10 e 2008/09, SAFRAS projeta, portanto, uma queda na produção de 18% a 24%.



A produção total de arábica 2009/10 foi indicada em 27,55 a 29,70 milhões de sacas, com retração de 22% a 27% sobre 2008/09 (37,85 milhões de sacas). Já a safra 2009/10 de conillon foi colocada em 10,7 a 11,5 milhões de sacas, devendo ter queda de 7% a 14% na comparação com 2008/09 (12,40 milhões de sacas).


Sou técnico em cafeicultura e sei as dificuldades que o produtor rural está passando para poder viver no campo, com insumos agricolas com os valores lá em cima, fica quase impossível cuidar da roça, mas temos que ser otimistas e acreditar que isso tudo vai mudar e se Deus quiser tudo vai melhorar!

A Expansão do café no Brasil


Originário da Etiópia, onde já era utilizado em tempos remotos, o café atravessou o Mediterrâneo e chegou à Europa durante a segunda metade do século 17. Era a época do Barroco e das monarquias absolutas, e a expansão do comércio internacional enriquecia a burguesia. Já no início do século 18, os Cafés tornaram-se centros de encontro e reunião elegante de aristocratas, burgueses e intelectuais. Precedido pela fama de "provocar idéias", o café conquistou, desde logo, o gosto de escritores, artistas e pensadores. Lord Bacon atribuía-lhe a capacidade de "dar espírito ao que não o tem". os enciclopedistas eram adeptos fervorosos do café e dos Cafés, que Eça de Queiroz chegou a afirmar, muito depois, que foi do fundo das negras taças "que brotou o raio luminoso de 89", referindo-se às discussões entre iluministas que precederam a Revolução Francesa.


No Brasil

No Brasil, o café anda, derruba matas, desbrava as terras do Oeste. Foi em 1727 que o oficial português Francisco de Mello Palheta, vindo da Guiana Francesa, trouxe as primeiras mudas da rubiácea para o Brasil. Recebera-as de presente das mãos de Madame dáOrvilliers, esposa do governador de Caiena. Ora, como a saída de sementes e mudas de café estava proibida na Guiana Francesa, é licito pensar que o aventureiro português recebeu de Madame não só os frutos, mas outros favores talvez mais doces. As mudas foram plantadas no Pará, onde floresceram sem dificuldade. Mas não seria no ambiente amazônico que a nova planta iria tornar-se a principal do país, um século e meio mais tarde. Enquanto na Europa e nos Estados Unidos o consumo da bebida crescia extraordinariamente, exigindo o constante aumento da produção, o café saltou para o Rio de Janeiro, onde começou a ser plantado em 1781 por João Alberto de Castello Branco. Tinha início, assim, um novo ciclo econômico na história do país. Esgotado o ciclo da mineração do ouro em Minas Gerais, outra riqueza surgia, provocando a emergência de uma aristocracia e promovendo o progresso do Império e da Primeira República.


Penetrando pelo vale do rio Paraíba, a mancha verde dos cafezais, que já dominava paisagem fluminense, chegou a São Paulo, que, a partir da década de 1880, passou a ser o principal produtor nacional da rubiácea (café). Na sua marcha foi criando cidades e fazendo fortunas. Ao terminar o século XIX, o Brasil controlava o mercado cafeeiro mundial.


Nas cidades surgem Cafés. E o culto ao "ouro verde" "


No começo do século o Café Lamas é um cenáculo de (...) irrequietos boêmios: estudantes, artistas, bancários, rapazes do esporte, do funcionalismo público e do comércio. Funciona dia e noite. Suas portas não se fecham, nem se abrem. De tal sorte que, uma vez, quando se amotina a Escola Militar em 1904, durante a Revolta da Vacina e a notícia corre que, sob o comando do general Travassos, descem os alunos pela.rua da Passagem, caminho do Catete, as portas do estabelecimento, de tanto viverem sem (...) movimento, não podem fechar, perras, imobilizadas nos seus gonzos. E assim é que se manda chamar, para fazer movê-las, um esperto carpinteiro". (Luiz Edmundo.).

Na madrugada carioca, os caminhos de todos os boêmios convergiam, ziguezagueantes e trôpegos, para o Café Lamas. Depois da meia-noite era para ali que avançavam, a passo vacilante, notívagos e intelectuais saídos de outros Cafés famosos, como o Papagaio, o Cascata, o Café Paris e muitos mais. Nos movimentados Cafés tomava-se de tudo, inclusive café, servido por ágeis e animados garçons, que talvez não tivessem plena consciência de seu papel na complexa estrutura econômica do Brasil, mas cuja função representava o último elo, fumegante, negro e aromático, da ampla cadeia do café.

Financiando, armazenando e vendendo, as Casas Comissárias reinam sobre o café

Contemplando certo edifício em Buenos Aires, Olavo Bilac - então em viagem oficial á Argentina - exclamava em 1910: "Casa querida! Como tu lembras, aqui, no estrangeiro, todas as casas da minha vida". Referia-se à sede do Café Paulista, empresa de comercialização fundada por Octaviano Alves de Lima na capital portenha. Notável propagandista, Alves de Lima conseguira aumentar o consumo do café brasileiro pelos argentinos, divulgando o slogan "Café Paulista (Brasil) - O melhor do mundo". O café era o símbolo do Brasil no exterior.

Entre a fazenda produtora e o consumidor estrangeiro, o café passava por uma série de etapas, mudando várias vezes de mão. Depois de conduzido em lombo de burros ou em carros de boi até a estrada de ferro mais próxima, que passava com freqüência pela própria fazenda, era embarcado em vagões, que desciam para o porto de Santos ou do Rio de Janeiro. Mas não era imediatamente exportado. Fazia, antes, um estágio nos armazéns de alguma Casa Comissária e era então vendido aos exportadores. Os comissários de café - geralmente comerciantes portugueses e brasileiros, ou grandes fazendeiros que diversificavam suas atividades metendo-se no comércio e fundando bancos - financiavam plantações sob hipoteca e por conta da produção a ser vendida. Vendendo o café aos exportadores, os comissários tiveram papel decisivo, particularmente no primeiro período de expansão dessa lavoura (final do século XIX), quando a maior parte dos fazendeiros ainda não se mudara para a cidade e vivia isolada nas casas-grandes de suas fazendas. .
Os comissários cobravam dos fazendeiros comissão pela venda, despesas de armazenamento e juros pelo financiamento da plantação. Houve um momento em que foi muito estreita a relação de dependência pessoal do produtor para com o comissário, tomando-se este uma espécie de conselheiro daquele. "Daí persistir em 1890 o costume de grandes casas comerciais hospedarem, nos seus andares superiores, senhores rurais ou pessoas de suas famílias. Quando em visita ás cidades, era aí ou nas próprias residências dos seus comissários (...) que se instalava essa gente do interior". (Gilberto Freyre.) '. Entre as mais importantes Casas Comissárias estavam a Prado Chaves, que era também exportadora - chegando a exportar, em 1910, 1,5 milhão de sacas de café-, a Whitalter & Brotero, a Companhia Intermediária de Café de Santos e a Companhia Paulista de Armazéns de Santos, controlada por ingleses.
Embora a presença estrangeira pudesse ser notada entre os comissários, era, porém, no comércio de exportação que mais forte se fazia sentir sua intervenção. Das dez maiores firmas exportadoras, em 1907, apenas uma era brasileira, a Prado Chaves, que ocupava o sétimo lugar. Todas as outras, como a Theodor Wille (alemã) e a Neumann & Gepp (inglesa), pertenciam a estrangeiros. As vendas externas proporcionavam enormes lucros, pois a própria cotação do café era manipulada pelos exportadores, numa época em que as trocas de informações entre os continentes mostravam-se precárias. Apesar das crises econômicas conjunturais, o consumo mundial de café crescia constantemente. Os lucros dos exportadores, entretanto, não subiam na mesma proporção, pois, entre 1891 e 1900, a exportação de 74 491 000 sacas de café rendeu a cifra de 4691906 contos de réis, enquanto na década seguinte, isto é, entre 1901 e 1910, houve uma queda para 4 179 817 contos de réis no pagamento da exportação de uma quantidade maior de café (130 599 000 sacas). Em 1906, o providencial Convênio de Taubaté viria salvar a situação. E os exportadores poderiam, outra vez, dormir em paz.

Na alta, fortuna. Na baixa, falência. Um convênio irá equilibrar essa balança?
Mas, afinal, o que estava acontecendo com o café? perguntava-se, perplexo, o homem da rua, em fins de 1902. Não era ele o "ouro verde" de que tantos falavam? Que anúncios de crise eram aqueles? Onde estava a antiga euforia, aquela impressão de riqueza sem limites, proporcionada pelo café, e que foi a marca dos últimos decênios do século XIX?
E, com efeito, aquilo que parecia impossível na década de 1880 estava de fato acontecendo. A cotação internacional do café caía constantemente, enquanto as fazendas lançavam no mercado quantidades crescentes do "ouro verde". A safra dos anos 1901/1902 havia superado a marca de 16 milhões de sacas, para um consumo mundial ligeiramente superior a 15 milhões. E a cotação do produto no mercado externo, que havia sido de 102 francos-ouro em 1885, caíra para 33 francos-ouro em 1902. De fato, desde 1893, os preços internacionais vinham caindo sistematicamente como conseqüência dos problemas econômicos dos Estados Unidos, nosso principal cliente, e da expansão mundial da produção de café.

Mas durante alguns anos a queda dos preços havia sido compensada pela desvalorização do mil-réis. Os cafeicultores recebiam menos em libras ou em francos, mas o montante de suas rendas em moeda nacional não se alterava substancialmente. Essa desvalorização do dinheiro era provocada pelo "encilhamento" - política de farta emissão de papel-moeda adotada na gestão de Ruy Barbosa no Ministério da Fazenda (1889-1891), durante o governo de Deodoro da Fonseca. Visando a aumentar a quantidade de dinheiro em circulação, para incentivar o estabelecimento de indústrias e possibilitar o pagamento da massa assalariada que começava a substituir os escravos, o "encilhamento" gerou um galopante processo de inflação. Essa política caracterizou-se também pelo estímulo oficial à constituição de sociedades por ações, o que gerou desenfreada especulação na Bolsa de Valores. (Daí o nome "encilhamento", que se refere ao momento em que são apertadas as selas dos cavalos antes das corridas nos hipódromos - e o ritmo das apostas se torna frenético.) No final do século XIX, depois de um período de euforia, as ações começaram a baixar - e muitos cafeicultores abriram falência. Para restaurar as finanças, o presidente Campos Salles, logo que tomou posse, em 1898, passou a aplicar uma política deflacionária, forçando a revalorização do mil-réis. Ora, revalorizar a moeda significava - caso a tendência baixista na cotação do café não fosse modificada - reduzir fortemente a renda dos cafeicultores. E era o que estava começando a acontecer, agora que a política "saneadora" de Campos Salles apresentava seus primeiros resultados.

A opulência do passado entra em crise

Em 1902, olhando os jornais do dia, ao tomar o fumegante café da manhã, os homens de negócios não podiam esconder seu temor diante dos fatos. E preciso fazer alguma coisa! exclamava o fazendeiro, franzindo o cenho. E preciso fazer algumas coisas! repetiam, como um eco, deputados e senadores, presidentes de Estado, potentados do café. Pois era a rubiácea o sustentáculo da jovem República, assim como o fora do Império.

Expandindo-se em ondas verdes em direção do Oeste durante a segunda metade do século XIX, os cafezais haviam ocupado enormes espaços geográficos do Rio de Janeiro e de São Paulo. Uma nova classe dirigente surgiu daí, muito mais poderosa e opulenta do que os antigos barões do açúcar. Mais urbana do que estes e muito ligada á vida cultural e social da Europa, essa nova classe contribuiu poderosamente para modificar a paisagem das cidades. Sua ação fez surgir um novo estilo arquitetônico, copiado de modelos europeus, e levou o fausto da casa-grande senhorial às chácaras e sobrados urbanos. No Rio de Janeiro, por exemplo, Antonio Clemente Pinto, Barão de Nova Friburgo, possuidor de vinte fazendas, fez construir o Palácio do Catete, entre 1858 e 1865, por 8000 contos de réis. A ação urbanizadora do café permitiu também a modernização das grandes cidades e motivou a revolução nos transporte com a implantação das primeiras estradas de ferro. As ferrovias paulistas - a primeira das quais, ligando Santos a Jundiaí é de 1867 -, abrindo caminho para o oeste, acompanharam a plástica fronteira verde. E foram plantando cidades em seu avanço. Só em São Paulo, entre 1891 e 1900, foram criados 41 municípios.

A salvação vem de Taubaté

Em 1906, a crise atingiu seu ponto culminante. A safra de café desse ano ultrapassou os 20 milhões de sacas, para um consumo mundial inferior a 16 milhões, enquanto os preços continuavam a cair. Em fevereiro, reuniram-se em Taubaté os presidentes Jorge Tibiriçá (São Paulo), Nilo Peçanha (Rio de Janeiro) e Francisco Salles (Minas), procurando encontrar uma saída para o impasse. Precedida de intensas pressões dos cafeicultores sobre o presidente da República, Rodrigues Alves - que tomara posse em 1902 - para que fosse aprovado um plano de valorização do café, proposto pelo industrial paulista Alexandre Siciliano, a reunião estabeleceu princípios que iriam modificar inteiramente a orientação econômica do Governo federal. Rodrigues Alves, apesar de paulista e cafeicultor, opunha-se à valorização, pois queria dar continuidade à política deflacionária do governo anterior, de Campos Salles. No entanto, obedecendo aos reclamos do "complexo do café", os presidentes Tibiriçá, Peçanha e Salles firmaram acordo que representava literalmente a "salvação da lavoura". Conhecido como Convênio de Taubaté, esse acordo fixou os seguintes princípios: a) preço mínimo para a saca de café; b) negociação de um empréstimo externo de 15 milhões de libras esterlinas para custear as compras de café a serem feitas pelos Governos estaduais, com a finalidade de retirar do mercado uma parte do produto; c) estabelecimento de um fundo para a estabilização do câmbio, impedindo assim que o mil-réis fosse revalorizado; esse fundo seria a Caixa de Conversão; d) imposição de uma taxa proibitiva para impedir o surgimento de novas plantações.

"Depois de alguma luta para demover os opositores do plano, o Convênio foi finalmente aprovado pelo Congresso Nacional, não sem certa resistência de Rodrigues Alves. Tal resistência, aliás, custou-lhe o mando político do país.

Durante aquele ano ocorreria a sucessão presidencial e os representantes dos grandes Estados rejeitaram o candidato preferido de Rodrigues Alves, escolhendo Affonso Penna, inteiramente identificado com a valorização do café. Empossado em novembro, Penna honraria fielmente seus compromissos com cafeicultura. Durante os três anos seguintes foi implantada a Caixa de Conversão e os Estados conseguiram dos banqueiros europeus o ansiado empréstimo de 15 milhões de libras, com o qual puderam efetuar compras maciças de café excedente. Em 1909, surgiram os primeiros efeitos da política de valorização. Os preços internacionais do café começaram a subir, enquanto a Caixa de Conversão conservava o câmbio artificialmente baixo. No entanto, o país endividara-se no exterior. Os grandes bancos europeus passaram a controlar o comércio do café. Muitas fazendas foram vendidas a estrangeiros, pois o esquema valorizador enriqueceu apenas uma parte dos produtores.

Os principais beneficiários da nova política econômica foram basicamente os banqueiros internacionais e as casas comissárias, que, comprando o café na baixa e vendendo-o na alta, auferiram lucros fabulosos. Algumas delas, aliás, tornaram-se grandes proprietárias de fazendas. A Prado Chaves, por exemplo, adquiriu, nesse período, catorze fazendas, vendidas a baixo preço por cafeicultores arruinados, com um total de 3,5 milhões de pés de café.



terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Tradições natalinas: o Natal ao redor do mundo

As tradições envolvidas na comemoração do natal são muito antigas e foram se renovando no decorrer dos séculos. Durante esse tempo algumas culturas acabaram marcando suas festividades natalinas com aspectos regionais. Conheça algumas das tradições natalinas ao redor do mundo:

Tradições de natal na Suécia
Nos países escandinavos o natal tem seu início em 13 de Dezembro, data em que se comemora o dia de Santa Luzia. Nas festividades desse dia existem tradições natalinas muito peculiares como uma procissão em que as pessoas carregam tochas acesas. De resto, as tradições de natal suecas são muito parecidas com as do resto do ocidente.

Tradições de natal na Finlândia
Na Finlândia há a estranha tradição natalina de freqüentar saunas na véspera de natal. Outra tradição natalina na Finlândia é visitar cemitérios para homenagear os entes falecidos.

Tradições de natal na Rússia
Na Rússia o natal é comemorado no dia 7 de janeiro,13 dias depois do natal ocidental. Uma curiosidade é que, durante o regime comunista, as árvores de natal foram banidas da Rússia e substituídas por árvores de ano novo. Segundo a tradição natalina dos russos, a ceia deve ter muito mel, grãos e frutas, mas nenhuma carne.

Tradições de natal no Japão
No Japão, onde só 1% da população é cristã, o natal ganhou força graças à influência americana, depois da segunda guerra. Por questões econômicas, os japoneses foram receptivos com algumas tradições, como a ceia de natal, o pinheirinho e os presentes de natal.

Tradições de natal na Austrália
Na Austrália o natal é usado para lembrar as raízes britânicas do país. Tal como na Inglaterra, a ceia de natal inclui o tradicional peru e os presentes de natal são dados na manhã do dia 25. Uma curiosidade: devido ao calor alguns australianos comemoram o natal na praia.

Tradições de natal no Iraque
Para os poucos cristãos residentes no Iraque a principal tradição natalina é uma leitura da bíblia feita em família. Há também o “toque da paz”, que segundo a tradição natalina do Iraque, é uma benção que as pessoas recebem de um padre.

Tradições de natal na África do Sul
O natal na África do Sul acontece durante o verão, quando as temperaturas podem passar dos 30 graus. Devido ao calor, a ceia de natal acontece em uma mesa colocada no jardim ou no quintal. Tal como na maioria dos países, tradições como árvores de natal e presentes de natal são quase obrigatórias.

Tradições de natal na Inglaterra
Na Inglaterra as tradições natalinas são levadas muito à sério. Não é à toa, já que o país comemora o natal há mais de 1000 anos. Presentes de natal, pinheirinhos decorados e músicas natalinas são mais comuns na Inglaterra que em qualquer outro país do mundo.

Viu como cada pais tem o seu jitinho para comemorar o natal, mas para nós Brasileiros, tudo é festa, não tem nada de muita seriedade, Boas festas!

JB PIRES

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Mulher fica presa com CINCO mil escorpiões na tentativa de recorde mundial

A tailandesa Nong Na quer superar sua própria marca. Ela viverá com os animais em 'casa' de vidro durante 33 dias.


A tailandesa Nong Na é coberta por escorpiões na tentativa de quebrar seu próprio recorde (Foto: Christophe Archambault/AFP)



Crianças observam Nong Na deitada com alguns dos 5 mil escorpiões que vão dividir a 'casa' com ela em um shopping na cidade de Pattaya (Foto: Christophe Archambault/AFP)





Nong Na beija um dos escorpiões que vão viver com ela durante 33 dias em uma câmara de vidro em shopping de Pattaya (Foto: Christophe Archambault/AFP)

Que maluquisse, você teria coragem? rsrsrsrsrsrs

domingo, 21 de dezembro de 2008

Quando os Homens Choram

Quando os homens choram - O fardo, muitas vezes tem sido pesado demais para os homens que aprenderam a supervalorizar características como a potência e a virilidade...

Homem que é homem não chora. Esta expressão carregada de valores que foi transmitida através de várias gerações tem levado muitos homens a chorar escondidos. Cada um de nós nasce com características biológicas que pertencem ao sexo masculino ou feminino, no entanto, a biologia não é suficiente para explicar como nos tornarmos homens ou mulheres. Os valores sócio-culturais, as relações que temos com outras pessoas, vão gradativamente constituindo a nossa identidade sexual, que diz respeito à maneira como cada um de nós define o significado do que seja homem ou mulher em uma determinada cultura. O fardo, muitas vezes tem sido pesado demais para os homens que aprenderam a supervalorizar características como a potência e a virilidade.

Toda e qualquer manifestação de sensibilidade e fragilidade, geralmente, é reprimida pelos homens. Muitos choram escondidos devido ao medo de serem olhados diferentemente pelos amigos, pelas mulheres ou pela família. Nas academias de ginástica ou nos bares, os homens tendem a se mostrar viris, potentes e machos, pois aprenderam que a sensibilidade é uma característica mais atribuída às mulheres. Ao tratar de alguns homens, tenho percebido que a carga social que muitos carregam, leva-os a desenvolver depressão, abuso de álcool e drogas e tentativas de suicídio. A agressividade é um dos sentimentos mais comuns quando o homem se sente impotente e frágil, pois, na maioria das vezes, não foi educado para expressar seus sentimentos.

Alguns fatores, como o desemprego, a maior autonomia das mulheres no mercado de trabalho e na relação afetiva e sexual, tem deixado muitos homens deprimidos com a sensação de inutilidade e impotência. Para os homens que foram educados para assumir o seu papel de macho e mantenedor da casa, será preciso rever conceitos e teorias sobre o que significa ser homem na sociedade atual. As mulheres estão mais exigentes e conseguiram conquistar espaços sociais que pertenciam exclusivamente aos homens.

Quando um homem chega ao meu consultório e se permite falar de suas fragilidades, ganha autenticidade e alívio. Torna-se um homem melhor para si mesmo, para a mulher e para os filhos. Ao desnudarmos nossas limitações estamos mais abertos para uma nova realidade. Por trás de um homem autoritário e agressivo, há um homem frágil e inseguro que tem medo de demonstrar suas fragilidades. Podemos aprender a ser sensíveis e não perder a masculinidade.


O enfrentamento destes preconceitos enraizados na nossa sociedade só pode ser superado quando estivermos dispostos a rever as causas de nossas angústias e os momentos em que passamos por desertos emocionais.


Eu sou homem o bastante para dizer que eu tambem choro, pois isso faz parte da nossa vida!


JB PIRES

sábado, 20 de dezembro de 2008

Conheça as dez 'modinhas' que mais bombaram na internet em 2008

Vídeos, fotos e tirinhas são disseminados quase que automaticamente.Do irritante 'Rickroll' ao genial 'Garfield minus Garfield'

Retrospectiva 2008

Vez por outra aparece algo curioso na internet que vai se disseminando por e-mail, em blogs, em sites de notícias ou em redes sociais como Orkut, Facebook e Twitter, até virar "modinha" e se consolidar como conhecimento comum a quase todos os internautas.

É aquele vídeo que todo mundo viu (estilo "Dança do quadrado"), ou aquele site que é citado exaustivamente por aí... O fenômeno é batizado de "meme", uma analogia ao conceito criado pelo zoólogo Richard Dawkins para explicar a disseminação de pensamentos, idéias e produtos culturais. Segundo Dawkins, algumas informações são transmitidas da mesma forma que os genes, replicando-se automaticamente e tornando-se parte da cultura universal.

A internet é o veículo ideal para a transmissão desses "memes". E, com o advento de sites que permitem a criação e a divulgação de conteúdo produzido pelos próprios internautas, os memes ganharam um novo aspecto: a possibilidade de estas unidades de informação não apenas serem retransmitidas, mas ganharem novas leituras. Selecionei dez destas "modinhas" que surgiram em 2008 e que, cada uma à sua forma, ajudaram a moldar a cultura online no ano que passou. Confira a lista:

Garfield minus Garfield

A idéia é simples: o irlandês Dan Walsh resolveu apagar o personagem principal das tirinhas do gato Garfield. Sem o bichano, as historinhas bem-humoradas viraram uma espécie de retrato depressivo e esquizofrênico do jovem Jon Arbuckle. "Garfield minus Garfield" surgiu em fevereiro, e foi destaque em boa parte da blogosfera no início do ano. Logo depois, apareceram os primeiros "clones", como "Dilbert minus everyone" ("Dilbert menos todo mundo"), "Dilbert minus Dilbert" e "Peanuts minus Snoopy" ("Minduim sem o Snoopy"). Até mesmo Jim Davis, criador de Garfield, se declarou fã da criação de Walsh, e autorizou a publicação de um livro sobre a nova tirinha.


Este "meme" nasceu na televisão, mas dominou a pauta de blogs e redes sociais no início de 2008. A comediante Sarah Silverman gravou uma música em "homenagem" ao namorado - o apresentador Jimmy Kimmel.

Na letra, Sarah diz que está traindo Kimmel com o ator Matt Damon. A resposta veio na mesma moeda. Kimmel gravou um clipe afirmando que estava tendo relações sexuais com outro ator, Ben Affleck, amigo de infância de Damon.

As duas músicas geraram novas versões na web, e acabaram ganhando um Emmy, prêmio dado aos destaques da TV americana.


A garota do Wii Fit

Tudo começou com uma "brincadeira" de mau gosto de um namorado, que filmou a amada rebolando enquanto jogava videogame. Detalhe: a moça, que não sabia que estava sendo filmada, vestia apenas camiseta e calcinha. Lauren Bernat, 25 anos, ficou famosa como a "Wii Fit Hula Girl", em homenagem ao nome do game que ela jogava no vídeo. Lauren e o namorado, Giovanny Gutierrez, viraram celebridades. O vídeo teve mais de 2 milhões de exibições nos primeiros dias, após ser postado no Youtube, em maio. A moça conta que chegou a ficar revoltada ao descobrir a fama repentina, mas depois se acostumou com a idéia. No site de compartilhamento de vídeos, há cerca de 500 vídeos de outras mulheres - e alguns homens - imitando Lauren.

Outra mania que nasceu na televisão. Uma participante da edição búlgara do concurso "American Idol" canta uma versão macarrônica da canção "Without you", de Mariah Carey. A letra claramente inventada, no melhor estilo de cantor de churrascaria ("I can't live if living is without you" virou "Ken Lee tulibu dibu dáuchu"), faz até os apresentadores do programa caírem na gargalhada. A primeira gravação da performance, batizada de "Ken Lee", foi publicada no Youtube no dia 10 de fevereiro. Daí para frente, até a própria Mariah Carey comentou a interpretação da aspirante a cantora Valentina Hasan. Valentina acabou fazendo mais sucesso na Bulgária - e no mundo, por que não? - que os vencedores do concurso na TV.

Essa começou em outubro, com base em uma versão do clipe de "Take on me", sucesso da banda A-ha nos anos 80. O artista americano Dustin McLean trocou a letra da música por uma que simplesmente narrava o que acontecia no clipe. Parece fácil, mas é trabalhoso - tanto que até hoje poucas pessoas que resolveram seguir a idéia conseguiram criar clipes com a mesma qualidade do original. Entre as novas versões, destaque para "Head over heels" e "Under the bridge", também feitas por McLean, e "I still Haven't found what I'm looking for".



Difícil conhecer internauta que nunca tenha clicado em um link imaginando estar prestes a ler um texto interessante ou ver um vídeo inédito, e acabe surpreendido pelo vídeo da música "Never gonna give you up", de Rick Astley. Irritante demais, não é?É verdade que o trote começou no ano passado, mas ele se espalhou para toda a internet no início de março de 2008. A piada nasceu no fórum 4chan, considerado o "ground zero" da cultura inútil da internet ocidental, em abril de 2007.

No ano seguinte, começou a tomar volume, até que, no dia 1º de abril, virou "mainstream": o Youtube decidiu "brincar" com seus internautas, enviando todos os links de sua página inicial para o fatídico clipe dos anos 80. O "Rickrolling" ultrapassou as fronteiras da internet, tornando-se uma piada em eventos como jogos de beisebol nos EUA, eleições de clipe do ano na MTV européia e até na parada do dia de Ação de Graças em Nova York.
A simplicidade é o segredo deste meme, impulsionado pela criação, em março, do FAIL Blog. São vídeos ou fotos de fracassos - ou até desastres - com legendas simples.

Algumas criações têm gosto questionável, mas o fato é que "FAIL" ou "EPIC FAIL" (fracasso épico) entraram no vocabulário dos internautas.


'Pork and beans'
Um vídeo sobre as modinhas da web só poderia acabar em modinha mesmo. O vídeo da banda americana Weezer - muito bem feito, por sinal - cita diversos memes dos últimos anos da internet, como "Chocolate rain", "Coca com Mentos" e o eterno clássico "All your base are belong to us". O "Fantástico", da TV Globo, produziu uma versão de "Pork and beans" com as celebridades da internet brasileira. Participam do clipe a banda NX Zero, o ator Guilherme Zaiden (de "Confissões de um emo"), os dançarinos da "Dança do quadrado" e a nutricionista Ruth Lemos, aquela do "sanduíche-iche-iche".
E não é que, no apagar das luzes de 2008, um fato político gerou um dos memes mais engraçados do ano?

Horas após o jornalista iraquiano Muntazer al-Zaidi atirar seus calçados contra o presidente George W. Bush, no dia 14 de dezembro, a internet já fervia com imagens parodiando o ocorrido. O fato virou até game.


O único meme genuinamente brasileiro a entrar na lista. Minimalista, com traços toscos e linguagem baseada nos chats da rede, Cersibon foi uma tirinha publicada no primeiro semestre do ano pelo designer Rafael Madeira.

Boa parte das piadas parecem não fazer sentido, e só têm graça levando em conta que estão escritas em "tiopês", espécie de "dialeto" que une o português aos erros de digitação comuns na internet. Você pode até não gostar, mas o fato é que Cersibon incluiu expressões como "comofas?" e "vaza de cócoras" no vocabulário dos webmaníacos, além de ter gerado uma onda de blogs semelhantes. Os melhores "filhos" da criação de Madeira são o Zezuis, que satiriza histórias da Bíblia, e o Pornibon, com temas mais adultos.




Só tem figura né, diga o que achou? Um abraço,
JB PIRES

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Natal Informático

Amigos do DIHITT
Dê um CLIQUE DUPLO neste NATAL!
ARRASTE JESUSpara seu DIRETÓRIO PRINCIPAL,
SALVE-O em todos seus ARQUIVOS PESSOAIS,.
SELECIONE-O como seu DOCUMENTO MESTRE..
Que ele seja seu MODELOpara FORMATAR sua vida:JUSTIFIQUE-a e ALINHE-aÀ DIREITA e À ESQUERDA,sem QUEBRAS na sua caminhada.
Que JESUS não seja apenasum ÍCONE, um ACESSÓRIO,uma FERRAMENTA, um RODAPÉ,um PERIFÉRICO,um ARQUIVO TEMPORÁRIO,mas o CABEÇALHO,a LETRA CAPITULAR,a BARRA DE ROLAGEMde seu caminhar.
Que Ele seja a FONTE de energiapara sua ÁREA DE TRABALHO,para COLORIR seu sorriso,
a CONFIGURAÇÃO de sua simpatia,a NOVA JANELA para VISUALIZARo TAMANHO de seu amor.

No seu dia-a-dia, seja Ele o PAINEL DE CONTROLE para DESFRAGMENTAR sua vida,fazer DOWNLOAD de seus sonhose OPTIMIZAR suas realizações.DESATIVE seu egoísmo,COMPACTE suas liberdades,CANCELE seus RECUOS,e DELETE seus ERROS.

Feliz natal.

JB PIRES

Fique frio!

Sobreviva à onda de calor com estas estratégias

No churrasco da firma
Cerveja, sol e futebol podem levar à desidratação, o que causa dor de cabeça, náuseas e desmaios. Também é o primeiro passo para a insolação, que faz com que corpo e cérebro atinjam temperaturas fatais.

Seu escudo protetor: beba água. Abuse de água, água-de-coco ou isotônicos durante a pelada. "Além de hidratar, são fontes de sais minerais", diz a nutricionista Julia Romero, do Hospital Samaritano. Reponha proteínas com o churrasco.


Na partida de tênis
O ozônio, que racha o piso, pode desencadear um ataque no tecido pulmonar. Isso inflama os alvéolos, o que dificulta a respiração, causa tosse e aumenta o risco de enfisema.

Seu escudo protetor: começe cedo. Marque o jogo para antes das 9 horas (ou após as 18 horas). Quanto mais alto o sol, mais ozônio você respira. Cheque as condições do ar em meioambiente.cptec.inpe.br. Evite exercício ao ar livre se o nível de poluição estiver alto.

No estacionamento
Colar no assento é apenas uma das desvantagens de dirigir um forno ambulante. Quando seu carro cozinha sob o sol escaldante, o plástico do painel e as substâncias químicas dos tapetes liberam as toxinas difenil éteres prolibromados (PBDEs) e ftalatos, segundo estudo do grupo de pesquisa Ecology Center (EUA). Resultado: prejuízos à memória e ao fígado.

Seu escudo protetor: pare mais longe. Pegue um lugar perto de uma faixa de grama. Um estudo da Nasa (EUA) revela que as partes menos verdes dos estacionamentos são bem mais quentes.

Na praia
Alergia por exposição solar não é um efeito colateral só do Saara. Trinta minutos podem disparar calafrios, náuseas e inchaço, causados pelo sistema imunológico ao tentar curar a pele. Ela afeta qualquer um, mas quem toma antibióticos à base de tetraciclina (para infecções bacterianas, como acne) é mais sensível.
Seu escudo protetor: peça peixe. Peixe gordo previne queimaduras graves, diz estudo da Universidade de Manchester (Inglaterra). "Peixe é rico em proteínas, responsáveis pela construção e renovação de tecidos do corpo", esclarece a nutricionista Elisangela Fujihara. Coma duas porções de 85 gramas de salmão por semana.

Um abraço,Cuide da sua saúde!

JB PIRES

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

64 dicas para aumentar o tráfego em seu Blog

Algo que todos procuramos incessamente é tráfego para os nossos blogs. Ainda da parte da manhã escrevi um artigo em que mencionava que o tráfego era extremamente importante para quem faz rentabilização de blogs com programas de afiliação. No entanto, o tráfego é muito importante para muitas outras coisas, nomeadamente para o aumento do número de subscritores, para o aumento do número de comentários, para a criação de mais backlinks, para melhorar os rankings do Alexa e do Technorati, entre muitas outras coisas.O tráfego é essencial na vida de qualquer website ou blog, pelo que quanto maior ele for, maior será a probabilidade de o nosso blog se tornar uma referência e quiçá um espaço rentável. Foi a pensar nisso que compilei uma listagem de dicas rápidas com o intuito de aumentar o seu volume de tráfego, de execução imediata no seu blog!


1. Utilizar listas com maior regularidade (como esta);
2. Aprenda a tornar-se uma referência no seu mercado;
3. Escreva notícias na hora (destaques);
4. Escreva artigos de “long tail”, que atraiam tráfego a longo prazo;
5. Partilhe o seu conhecimento gratuitamente para criar dependência nos outros;
6. Escreva mais artigos, mas com menos palavras;
7. Evite escrever sobre a sua vida e os restaurantes por onde passa;
8. Escreva artigos completos e extremamente informativos;
9. Tente ser um pouco provocador junto da sua concorrência;
10. Obrigue os seus concorrentes a linkar para si em resposta a algo que disse;
11. Envie links para outros blogs e aguarde o reflexo da acção;
12. Inclua votações e sistemas comunitários dentro do seu blog;
12. Utilize tags de qualidade nos seus artigos;
13. Procure entrevistar alguns dos experts da sua área de acção;
14. Responda ao seus emails com links para os seus artigos e páginas;
15. Utilize fotografias nos seus artigos. Procure em mais de 70 sites de fotografia;
16. Utilize redes sociais e agregadores de notícias;
17. Incite os seus leitores a votarem nos seus artigos nas redes sociais;
18. Coloque as suas fotografias na sua conta do Flickr;
19. Encoraje os seus leitores a subscrever o seu blog por RSS ou Newsletter;
20. Coloque os ícons de RSS em destaque no seu blog;
21. Crie uma rotina diária activa no seu blog. Obrigue os seus leitores a voltarem;
22. Permita que os seus leitores comentem livremente no seu blog;
23. Incite à criação de uma comunidade em torno do seu blog;
24. Mantenha-se motivado com o crescimento do seu blog;
25. Considere sempre a criação de conteúdos de qualidade para os novos leitores;
26. Coloque os seus melhores artigos em destaque no seu blog e no Squidoo;
27. Crie artigos com diversas ferramentas e opções para download;
28. Aponte para artigos e recursos pouco conhecidos no meio;
29. Escreva sobre assuntos que atraiem massas;
30. Escreva sobre serviços e ferramentas do Google;
31. Utilize publicidade contextual de qualidade;
32. Escreva artigos que incluam links internos para outros artigos;
33. Evite encher o seu blog de publicidade;
34. Continue a trabalhar o template do seu blog e a melhorá-lo cada vez mais;
35. Mantenha-se actualizado sobre o que os outros escrevem;
36. Invente algo dentro do seu nicho;
37. Escreva com regularidade e sempre durante a semana;
38. Crie artigos divididos em mais do que 2 ou 3 partes;
39. Escreva ao fim-de-semana para contrariar a rotina;
40. Crie páginas estáticas obrigatórias ao seu blog;
41. Não se auto-promova exageradamente;
42. Promova os seus artigos e os seus ebooks;
43. Tenha paciência;
44. Dê crédito a quem tem o devido crédito;
45. Faça ping a vários serviços de notícias. Veja lista de serviços;
46. Escreva dentro de um nicho específico e evite escrever sobre tudo;
47. Escreva nas línguas mais faladas do mundo: Mandarim, Inglês, Espanhol e Português;
48. Não seja demasiado aborrecido e longo nos seus discursos;
49. Escreva apenas o essêncial e de forma directa e concisa;
50. Escreva artigos inspiradores que tenham de ser lidos imediatamente;
51. Encoraje os seus leitores a escrever blogs também;
52. Escreva conteúdos que as pessoas queiram ler e recomendar;
53. Edite os títulos dos seus artigos mais populares;
54. Optimize os seus artigos mais populares de sempre;
55. Evite o conteúdo duplicado;
56. Escreva sobre aquilo que os seus leitores mais gostam;
57. Responda aos comentários do seu blog - regularmente!;
58. Compre um domínio próprio de qualidade;
59. Comente e participe activamente nos comentários de outros blogs;
60. Optimize as imagens com texto ALT e tags;
61. Faça perguntas aos seus leitores;
62. Comente com qualidade neste artigo!
63. Trate as pessoas em seu Blog, como vc gostaria de ser tratado;
64. Seja Humilde e simpatico(a) nas suas respostas dos Post;
Se você tiver mais algumas dicas quentes, por favor fique a vontade e compartilhe-as no comentário do artigo.

Um abraço, Boas festas

JB PIRES

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Couvert artístico, consumação mínima, entrada, furtos e comandas: o que as casas noturnas podem me cobrar?


comum que couvert artístico, consumação mínima, entrada, furtos e perda de comandas em boates, casas noturnas, barzinhos e restaurantes gerem dúvidas no consumidor. Veja aqui o que você precisa saber sobre seus direitos nesses cinco casos.
Couvert artístico
A cobrança é permitida só com música ao vivo ou outra atividade artística no local. Música ambiente ou telões de jogos, portanto, ficam de fora. A casa deve ainda afixar em local visível a informação sobre este pagamento.

Consumação mínima

Segundo o Código de Defesa do Consumidor (CDC), é proibido ao fornecedor impor limites de consumo aos clientes. A cobrança de consumação mínima é, assim, uma prática abusiva, pois consiste em venda casada. Os estabelecimentos podem, entretanto, cobrar pela entrada e pelo que foi consumido.

Entrada

As casas noturnas só podem cobrar uma taxa. Se for cobrada a entrada, estão proibidas as cobranças de consumação mínima ou couvert artístico.

Perda do cartão de consumação

A maioria das casas noturnas entrega ao cliente uma comanda para anotação dos itens consumidos. Ao sair, ele deverá entregá-la ao caixa para pagamento. Em caso de perda da comanda é comum a cobrança de multa, mas, conforme o CDC, esta prática é abusiva.

A responsabilidade pela cobrança é do fornecedor e não deve ser transferida ao consumidor, que não tem a obrigação de registrar e controlar o que consumiu. Portanto, se o consumidor perder a comanda e o local não oferecer meios para controlar a despesa, ambos podem chegar a um acordo sobre o valor.

Caso sofra constrangimento, exposição ao ridículo ou ameaça, o cliente pode ir à Justiça e pedir indenização por danos morais, além de recebimento em dobro daquilo que foi cobrado indevidamente. E mais, deve registrar denúncia junto ao órgão de defesa do consumidor para a aplicação de eventual sanção administrativa, além de efetuar Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia.

Furto

Há decisões na Justiça reconhecendo a responsabilidade do estabelecimento comercial de indenizar por furto, quando o mesmo oferece um serviço de guarda de objetos. Caso haja recusa na responsabilidade do estabelecimento, o consumidor poderá pedir na Justiça a responsabilização do local pelo furto de seus objetos.
È sempre bom ficar ligado para não dançar em um desses casos, Boas festas!
JB PIRES

Lâmpadas de natal: corra menos riscos



Se você, no entanto, não abre mão desses enfeites, deve tomar cuidados redobrados para instalá-los. Foi criado este teste para você avaliar se sabe tomar as medidas de segurança necessárias para o uso desses produtos.

Se preferir não correr o risco, veja no link abaixo as alternativas indicadas para fazer do seu Natal uma festa feliz e segura.





Faça o teste e veja como fazer uma decoração sem lâmpadas:





http://www.proteste.org.br/default.aspx?src=473041






È sempre bom estar, cuidando da própria segurança, pois arvore de natal não é brinquedo ,e se voce não tiver cuidado no manuseio e instalação, pode ter uma grande dor de cabeça!

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

O que as mulheres mais odeiam nos homens

Segundo pesquisa da revista VIP, o que as mullheres menos gostam nos parceiros é o mau hálito, disparado na frente, com 40% dos votos. Em segundo lugar, com 19%, vem o fator unha suja, que não tem desculpa que dê jeito. Veja a lista completa abaixo:


1º. Mau hálito - 40%
Importante lembrar que não se trata de de bafo de cerveja e siam daquele cheirão ruim que vem de problemas dentários ou estomacais

2º. Unha suja - 19%
Mesmo quem trabalha como mecânico costuma ter o hábito de limpar as unhas sempre que for sair com alguma data, então, melhor todos os homens se cuidarem neste quesito

3º. Pêlo saindo do nariz - 18%
Melhor dar uma conferida no espelho pra ver se você não sofre dessa repulsa feminina. Existem barbeadores especiais para tirar os indesejáveis pêlinhos que ficam pulando para fora do nariz

4º. Rodelas de suor debaixo do braço - 6%
Aquelas 'pizzas' que mancham a camisa só são aceitas se for estiver malhando há duas horas na academia. Já fora desse ambiente, a mulherada correrá de você.

5º. Pêlos em excesso no corpo - 6%
Neste quesito, basta lembrar do Tony Ramos: melhor nem comentar

6º. Muito cravo no nariz - 4%
Não tem desculpa, pois há tantos produtos para beleza masculina no mercado hoje em dia...não custa nada se cuidar certo?

7º. Monocelha - 3%
Pra quem não sabe, monocelha são aquelas sombrancelhas que parecem uma só, as famosas taturanas. Melhor depilá-las do que perder a gata só de olhar para ela.

8º. Dente amarelado - 2%
O sorriso é o cartão de visita de uma pessoa, por isso, dê uma averiguada no espelho e qualquer coisa compre alguma pasta dental que clareia os dentes, ou vá ao dentista mais próximo caso a coisa esteja muita feia

9º. Perfume demais - 2%
Não é porque você gastou caro naquele perfume importado que precisa tomar 'banho' dele. Respeitar o nariz alheio faz mais sucesso entre as mulheradas

10º. Roupa com respingo de molho empatado com calos na mão - 1%

Ok, se você está num jantar pode até ser que aconteça um acidente. Mas se você usar essa mesma camisa no dia seguinte, aí não tem desculpa! Sobre calosidades nas mãos, um creminho vai bem e não custa caro, afinal tudo vale a pena na hora de conseguir conquistar quem você está a fim!

Isso é um alerta para os homens largadões,pra mim, higiene com o corpo e ser vaidoso comigo, está em primeiro lugar!

Um abraço,

JB PIRES

Bezerra nasce com sete pernas



O caso é raro. A bezerra nasceu com três pernas a mais, para surpresa do criador Valter Slaviero. A nova atração da pequena propriedade rural as margens da BR-364 em Rondonópolis está bem de saúde.



“Na fazenda aqui eu nunca tinha visto desse jeito. Ele é muito esperto para ter sete pernas. Essa vida dele será longa”, disse seu Valter.
O veterinário e professor da Universidade Federal de Mato Grosso, Nelson Arruda, analisou o caso da bezerra de sete pernas. Ele explicou que vários fatores podem ter contribuído.



“Podem ter ocorrido radiações, produtos químicos, toxinas de plantas, excessos ou deficiências de alguns elementos ou de alguma vitamina”, disse Arruda.
Ainda segundo o veterinário, o problema pode prejudicar o desenvolvimento do animal. Por isso, depois de exames, uma cirurgia pode ser recomendada para retirar as três pernas.



Enquanto isso a bezerra passa o tempo ao lado mãe. Apesar das diferenças, ela é como qualquer outro filhote nessa idade, principalmente quando está com fome.
De acordo com o veterinário Enrico Ortolani, consultor do Globo Rural, como o caso é congênito, provavelmente o problema tenha ocorrido nas primeiras semanas de gestação. Quanto à cirurgia, a indicação é que o animal seja operado ainda jovem, assim o procedimento será menos complicado.



Nos ultimos anos tem acontecido muitos fatos curiosos.

JB PIRES

Fonte: www.globo.com/globorural

A Mulher Explicada Pelos Engenheiros

Estamos cansados de saber que é impossível entender as mulheres, mas parece que finalmente um grupo de engenheiros conseguiram fazer isso, veja nas tabelas abaixo:



Muito interessante, nao deve ter sobrado 1 neuronio desses engenheiros né?

domingo, 14 de dezembro de 2008

A viagem


Dia desses, li um livro
que comparava a vida a uma viagem de trem. E resolvi hoje, Domingo dia 14, compartilhar com vocês, uma comparação extremamente interessante, quando bem interpretada.

Interessante,
porque nossa vida é como uma viagem de trem,
cheia de embarques e desembarques,
de pequenos acidentes pelo caminho,
de surpresas agradáveis com alguns embarques
e de tristezas com os desembarques...

Quando nascemos, ao embarcarmos nesse trem, encontramos duas pessoas que, acreditamos que farão conosco a viagem até o fim:
nossos pais. Não é verdade. Infelizmente, em alguma estação, eles desembarcam, deixando-nosórfãos de seus carinho, proteção, amor e afeto.

Mas isso não impede que, durante a viagem, embarquem pessoas interessantes que virão ser especiais para nós: nossos irmãos, amigos e amores.

Mas isso não impede que, durante a viagem, embarquem pessoas interessantes que virão ser especiais para nós: nossos irmãos, amigos e amores.

Muitas pessoastomam esse trem a passeio. Outras fazem a viagemexperimentando somente tristezas. E no trem há, também, outras que passam de vagão em vagão, prontas para ajudar quem precisa.

Muitos descem e deixam saudades eternas. Outros tantos viajam no trem de tal forma que, quando desocupam seus assentos, ninguém sequer percebe.

Curioso é considerar que alguns passageiros que nos são tão caros acomodam-se em vagões diferentes do nosso. Isso nos obriga a fazer essa viagem separados deles. Mas isso não nos impede de, com grande dificuldade, atravessarmos nosso vagão e chegarmos até eles. O difícil é aceitarmos que não podemos sentar ao seu lado, pois outra pessoa estará ocupando esse lugar.

Essa viagem é assim: cheia de atropelos, sonhos, fantasias, esperas, embarques e desembarques. Sabemos que esse trem jamais volta.

Façamos essa viagem da melhor maneira possível, tentando manter um bom relacionamento com todos, procurando em cada um o que tem de melhor, lembrando sempre que, em algum momento do trajeto poderão fraquejar, e, provavelmente, precisaremos entender isso. Nós mesmos fraquejamos algumas vezes. E, certamente, alguém nos entenderá.

O grande mistério é que não sabemos em qual parada desceremos.

E fico pensando: quando eu descer desse trem sentirei saudades? Sim.Deixar meus filhos viajando sozinhos será muito triste. Separar-me dos amigos que nele fiz, do amor da minha vida, será para mim dolorido.

Mas me agarro na esperança de que, em algum momento, estarei na estação principal, e terei a emoção de vê-los chegar com sua bagagem, que não tinham quando embarcaram.


E o que me deixará feliz é saber que, de alguma forma, eu colaborei para que essa bagagem tenha crescido e se tornado valiosa.

Agora, nesse momento, o trem diminui sua velocidade para que embarquem e desembarquem pessoas. Minha expectativa aumenta, à medida que o trem vai diminuindo sua velocidade...

Quem entrará? Quem sairá?Eu gostaria que você pensasse no desembarque do trem, não só como a representação da morte, mas, também, como o término de uma história, de algo que duas ou mais pessoas construíram e que, por um motivo ínfimo, deixaram desmoronar.

Fico feliz em perceber que certas pessoas como nós, têm a capacidade de reconstruir para recomeçar. Isso é sinal de garra e de luta, é saber viver, é tirar o melhor de "todos os passageiros".
Agradeço muito por você fazer parte da minha viagem, e por mais que nossos assentos não estejam lado a lado, com certeza, o vagão é o mesmo.
Um abraço e um beijo,
Juliano Batista Pires

sábado, 13 de dezembro de 2008

Assaltantes Regionais

Ladrão é sempre o mesmo mas o que muda mesmo é só o modo de fazer o assalto,e tem uns que assaltam em todos os estados do brasil, então veja aqui os assaltante por estado,veja a seguir:

Assaltante Paraibano:
Ei bichin...Isso é um assalto!Arriba aí os braços e não se bulaNum se cague e não faça mungança...Arrebola o dinheiro no mato e não faça pantim se não enfio a pexera noteu bucho e boto teu fato prá fora...
Assaltante Baiano:
Ô meu rei...( pausa )
Isso é um assalto...(longa pausa)
Levanta os braços, mas não se avexe não...( outra pausa )
Se não quiser nem precisa levantar pra não ficar cansado...
Vai passando a grana bem devagarinho... (pausa pra pausa)
Num repara se o berro está sem bala, mas é pra não ficar muito pesado;
Não esquenta meu irmãozinho...( pausa )
Vou deixar teus documentos na encruzilhada...

Assaltante Mineiro:
Ô sô, prestensão...
Isso é um assarto uai!
Levanta os braço e fica quetim
Quêsse trem na minha mão tá cheidibala...
Mió passa logo os trocado qui num tô bão hoji
Vai andano uai!

Assaltante Carioca:
Seguiiiinte bicho....
Tu se ferrô mermão.Isso é um assalto!
Passa a grana e levanta os braços rapá...
Não fica de bobeira, vai andando e se olhar pra trás vira presunto.
Assaltante Gaúcho:
O gurí, ficas atento.Báh,
isso é um assalto!Levanta os braços e te aquieta tchê!
Não tentes nada, e cuidado que este facão corta uma barbaridade, tchê Passa os pila prá cá!
E te manda a lá cria, se não o quarenta e quatro fala...

Assaltante de Brasília:
Querido povo brasileiro,
estou aqui no horário nobre da TV para dizer quenão tenho nada a ver com o mensalão,
que não sei de nada e não vi nada,
mas sei que no final do mês por exigência do FMI aumentaremos as seguintestarifas para dar uma ajuda aos pobres políticos do nosso país:

Energia, água, passagens aéreas e de ônibus, gás, Imposto de renda,Licenciamento de veículos, seguro obrigatório, gasolina, álcool, IPTU,ICMS, PIS, COFINS.
E não se preoucupem com a crise nos EUA, pois vai chegar só uma marolinha aqui no Brasil tá bom companheiros?

Um abraço

JB PIRES

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

O Vôo do rato

Um jovem piloto experimentava um monomotor muito frágil, uma daquelas sucatas usadas no tempo da Segunda Guerra, mas que ainda tinha condições de voar... Ao levantar vôo, ouviu um ruído vindo debaixo de seu assento. Era um rato que roía uma das mangueiras que dava sustentação para o avião permanecer nas alturas.Preocupado pensou em retornar ao aeroporto para se livrar de seu incômodo e perigoso passageiro, mas lembrou-se de que devido à altura o rato logo morreria sufocado.
Então, voou cada vez mais e mais alto e notou que acabaram os ruídos que estavam colocando em risco sua viagem conseguindo assim fazer uma arrojada aventura ao redor do mundo que era seu grande sonho...

MORAL DA HISTÓRIA:Se alguém o ameaçar, VOE CADA VEZ MAIS ALTO...

Se alguém o criticar, VOE CADAVEZ MAIS ALTO...

Se alguém tentar destruí-lo por inveja e fofocas, e por fim, se alguém o injustiçar..... VOE CADA VEZ MAIS ALTO...Sabe por quê? Os ameaçadores, críticos, invejosos e injustos são iguais aos ratos..... não resistem às grandes alturas!
Pense nisso...
Desejo-lhes um ÓTIMO VÔO ao longo da vida...

Juliano Batista Pires

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Tipos de beijo


O beijo. No dicionário, é o ato ou efeito de tocar os lábios sobre qualquer parte do corpo de uma pessoa, animal, ou sobre objeto querido ou com valor simbólico, podendo incluir também movimentos de sucção, preensão etc.No corpo, o beijo é uma bomba. Para beijar, o ser humano movimenta 29 músculos (doze dos lábios e dezessete da língua). As batidas do coração sobem, em média, de 70 para 150 vezes por minuto durante o amasso. O beijo apaixonado pode significar a aplicação de uma pressão de 12 quilos sobre os lábios. Um beijo caliente, que dure 10 segundos, é capaz de queimar até 12 calorias.

E no coração, o beijo desperta sentimentos tão fortes, sensações tão boas, desejos tão intensos, que fez desse simples ato de roçar bocas algo que a gente nunca esquece...
Quer dizer, às vezes, é até melhor esquecer. Porque beijo é tão, mas tão íntimo, que cada um faz de um jeito. E tem gente que não acerta. Coloca a língua no lugar errado, perde o ritmo, baba demais.

Para piorar a situação, se a gente erra na escolha do menino, tipo se ele for meio sujinho, o beijo, além de ruim, pode ser perigoso. Um beijo pode repassar 250 vírus e bactérias diferentes*. Quando se beija alguém, resíduos de sua saliva permanecem em sua boca por até três dias!
Vai ver que é por isso que tem gente que tem medo de beijo. Verdade. Existe até um termo científico para designar quem fica apavorado com a possibilidade de trocar uns amassos: filemafobia. Essa fobia faz parte da ciência que se dedica a estudar os beijos, chamada filematologia. E não é só a ciência que estuda o beijo.
É de dar água na boca, confira:

Beijo francês: não há melhor país no mundo para nomear o mais gostoso dos beijos: o de língua. Os românticos franceses inspiraram o apelido do beijo onde as línguas se entrelaçam. A ironia é que na França o beijo de língua é chamado de beijo inglês. Bem inglês? O iGirl é contra, afinal, tirando o Hugh Grant, os a maioria dos ingleses têm bocas horríveis, com dentes sempre feios.

Beijo de esquimó (ou nordestino): o que há em comum entre a friorenta e distante terra dos esquimós e nossa caliente região nordestina? É que na linguagem dos “pingüinzinhos” humanos, a palavra que designa beijar é a mesma que serve para dizer cheirar. Quem também mistura tudo por aqui são os nordestinos, que vivem carinhosamente pedindo “um cheiro”, mas ganham um beijo. Já os esquimós, ficam mesmo no esfrega esfrega de narizes.

Beijo Titanic: é só os lábios se juntarem para a troca de salivas bombar. Mas sempre tem aquele tipo que exagera, que transforma o beijo num aguaceiro nojento. O resultado não poderia ser outro: a balada perfeita se afunda, tal qual o desastre do Titanic...

Beijo fim de feira: mais uma categoria “disgusting”. Sabe quando você vai num churras, passa a tarde inteira no xaveco de um gatinho, mas só depois de se fartar de picanha, frango a passarinho e pão com vinagrete é que vocês se beijam? Pois é, nesse momento vocês estão exercitando o famoso beijo fim de feira.

Beijo conde Drácula: é o beijo que se entende até o pescoço. O maior perigo desse beijo é deixar o conde Drácula se empolgar e deixar o famoso chupão no seu pescoço. Beijo metralhadora: de uns tempos para cá, o beijo metralhadora também passou a ser conhecido como beijo felícia, uma homenagem a personagem “fofa” do Cartoon Network. Já entendeu o estilo do amasso, né? São beijos desenfreados, atirados para todas as partes do corpo da vítima: testa, bochechas, orelhas, nuca, boca, nada escapa de uma Felícia.

Beijo roda gigante: para praticar o beijo roda gigante, é preciso ter muito equilíbrio e controlar a vertigem. Esse tipo de beijo exige sincronia total, já que o casal beijoqueiro fica virando a cabeça de um lado para o outro e a qualquer sinal de descuido, cacholas podem bater!

Beijo aspirador de pó: aquele em que o garoto ou a garota mete o línguão na goela do companheiro e suga tudo que vê pela frente: língua, dentes, gengiva, amídalas... Também é conhecido como beijo endoscopia, que vai da garganta, desce até o estômago e volta... Eca!

Beijo de tia: aquele em que só as bochechas se encostam, e a boca beija o nada. As estatísticas indicam que há cada segundo, são dados 154.920.843.030 bilhões de beijos de tia no planeta Terra, o que faz desse estilo o mais popular de todos.

Beijo de amigos: conhecido como selinho. O selinho é sacramentado após os amigos grudarem delicadamente seus lábios – que deverão estar em formato “biquinho” – e mantê-los unidos por, no mínimo, um décimo de segundo. O beijo de amigos foi muito comum em certos períodos da história da humanidade, quando todos se cumprimentavam naturalmente selando os lábios.

Beijo oceânico: comum em tribos da África e Oceania. Um cobre o nariz do outro com os lábios. É absolutamente proibida a troca de beijos oceânicos caso uma das pessoas envolvida esteja gripada.

Beijo musical: é uma modalidade hippie de beijo. Os lábios não se tocam, o homem sopra na boca da mulher com cuidado. Ela controla o som abrindo e fechando a boca. Enfim, uma inutilidade de beijo, para curtir um som é mais fácil ligar o rádio...

Beijo escondidinho: quando a língua desaparece! O beijo escondidinho provoca uma solidão terrível, um vazio profundo. A dica é não se envergonhas e resgatar a língua do companheiro!

Redes Sociais

Slide de Postagens Recentes

VISITAS RECENTES

Receba minhas postagens em seu Email